top of page
Crescer (fundo transparente)_Negativo_pn
Você sabia que a Crescer ensina, fornece e faz soluções de automação e IoT com Arduino e ESP32?

Fale com um especialista

2.png
3.png
1.png

PLC32 - Comunicação RS485

Atualizado: 23 de abr.

O PLC32 está equipado com um borne para comunicação RS485 ou CANBus. Essa saída é especialmente projetada para servir como interface entre a placa e IHM (Interface Homem-Máquina), CLP (Controlador Lógico Programável), inversores de frequência e outros dispositivos que utilizam esses padrões de conexão elétrica.

 

Neste blog, vamos ver como utilizar a comunicação RS485 no PLC32.




Sumário

 


1. Visão geral


Por padrão, o PLC32 vem equipado com um MAX485, que permite a utilização da comunicação RS485. O MAX485 está conectado nos pinos do serial 2 do ESP32, pinos 16, 17 e 2. Na figura a seguir, podemos ver a região do PLC32 destinada à comunicação RS485.



Os pinos utilizados para a comunicação estão detalhados na tabela abaixo.



Os terminais do borne estão claramente identificados na serigrafia da placa, quanto a sua função. Porém, na figura a seguir estamos identificando os pinos do conector.



Além disso, a comunicação RS485 é eletricamente isolada do ESP32, pois o PLC32 utiliza um ADUM1201 e outros componentes para isolar a alimentação e a comunicação. Desta forma, o ESP32 está completamente isolado eletricamente do barramento RS485.



2. Como utilizar a comunicação RS485


Para demonstrar o funcionamento da comunicação RS485 do PLC32, vamos programar a placa para receber um dado do monitor serial pela porta USB (serial 0) e enviar o valor recebido pela RS485 (serial 2), e vice-versa. Para receber e enviar os dados pela RS485 no computador, vamos utilizar um ESP32 e um módulo RS485, conforme mostrado na figura a seguir.



A figura a seguir ilustra a topologia utilizada para este exemplo.



No código a seguir, estamos configurando as duas portas seriais do ESP32. Em seguida, monitoramos se algum dado foi recebido em ambas as portas. Se o PLC32 receber alguma informação na Serial 0, o valor será enviado pela Serial 2. Da mesma forma, se receber algo na Serial 2, será enviado pela Serial 0.


#define MAX485_DIR  2
#define SSERIAL_RX_PIN 17
#define SSERIAL_TX_PIN 16


void setup() {
  pinMode(MAX485_DIR, OUTPUT);
  digitalWrite(MAX485_DIR, LOW);

  Serial.begin(9600);
  Serial2.begin(9600);

}

void loop() {
  while (Serial.available() > 0) {
    digitalWrite(MAX485_DIR, HIGH);
    delay(10);
    Serial2.write(Serial.read());
    digitalWrite(MAX485_DIR, LOW);
  }

  while (Serial2.available() > 0) {
    Serial.write(Serial2.read());
  }
}

Na figura a seguir, podemos ver os dois monitores abertos. A COM 5 está conectada diretamente à porta USB do PLC32. A COM 3 está conectada ao ESP32 ligado ao RS485.



Agora enviamos a frase “Essa mensagem foi enviada para a porta USBatravés do terminal da COM 5. O resultado pode ser visto na figura a seguir.



Perceba que a mensagem foi enviada usando a COM 5 e exibida na COM 3, ou seja, o PLC32 recebeu o dado via USB e o reenviou via RS485. Agora vamos enviar a mensagem “Essa mensagem foi enviada para a RS485através do terminal da COM 3. O resultado pode ser visto na figura a seguir.



Isso significa que os dados estão trafegando perfeitamente através da porta RS485 do PLC32, pois conseguimos enviar e receber mensagens utilizando esta porta.

 

Neste blog, vimos como utilizar a porta RS485 do PLC32. Essa interface de comunicação permite que a placa possa trocar informações com diversos tipos de dispositivos industriais, ampliando consideravelmente as aplicações que podem ser realizadas com ela.


Se você deseja ver mais detalhes sobre o PLC32, acessar o seu manual ou adquirir uma unidade, clique neste link.


 

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


ícone do whatsapp

Fale com um
especialista:

bottom of page