Arduino Profissional, por quê?

Atualizado: Mai 6

Hoje, a quantidade de makers, engenheiros, técnicos e todas as pessoas que iniciam seus estudos ou projetos relacionados a eletrônica, automação, robótica, IoT e indústria 4.0, vem aumentando todos os anos. Uma plataforma que se mostrou ter um ótimo custo-benefício para isto foi o Arduino, usado para prototipagem , testes e validações com placas e shields (Hardwares) + exemplos de códigos (Softwares) acessíveis a um clique.


Esta parcela de pessoas reduz significativamente quando se trata de continuar usando essa tecnologia do "Mundo Arduino" em produtos ou equipamentos profissionais. Um dos grandes pontos levantados por essa variedade de utilizadores é a robustez e confiabilidade para aplicações de campo, ou seja, fora da bancada ou ambientes controlados.


A Crescer ficou 4 anos fazendo projetos com o Arduino na indústria e em inúmeros outros segmentos, testando, errando, corrigindo e validando circuitos, fontes, componentes para adicionar a robustez e confiabilidade solicitada pelos utilizadores desta tecnologia acessível.


Chamamos de Arduino Profissional, por quê?

Porque unimos muitos pontos do base do Arduino com o conhecimento adquirido em projetos eletrônicos robustos. Somando então, a facilidade de manuseio do Arduino com uma eletrônica que te coloca a um passo mais perto de um produto comercializável e escalável com confiabilidade.

Mostraremos os pontos retirados do ABOUT do site Arduino e os pontos adicionados no projeto do Arduino Profissional.




Pontos:

1 - easy-to-use hardware and software.

2 - easy tool for fast prototyping.

3 - incredible amount of accessible knowledge.

4 - A worldwide community of makers - students, hobbyists, artists, programmers, and professionals.

5 - Arduino board started changing to adapt to new needs and challenges, differentiating its offer from simple 8-bit boards to products for IoT applications, wearable, 3D printing, and embedded environments.


*Em Inglês para manter o conteúdo original.


6 - Robustez para produtos de qualquer segmentos.

7 - Multiconectividade: Conecta com todas shields (Wi-fi, Bluetooth, LoRa, Ethernet, GPRS, TCP/IP...)

8 - Expansibilidade para produto dedicado.

9 - MVP de menor custo, pois não demanda um projeto de Hardware, em alguns casos monta-se uma Shield para atender a funcionalidades dedicadas.

10 - Permite ao usuário focar mais recursos na área Comercial e nos modelos de negócios, diminuindo assim, o tempo de rampagem entre projeto e escalabilidade da solução.


O que achou destes pontos? Deixei seu comentário.


#eletronica#automação#automacaoindustrial#industrial#automation#projeto#projects#engenharia#engineer#engineering#mecatronica#mecatronic

Posts recentes

Ver tudo