CLP X Arduino Pro: Qual investimento para criar um produto?

Atualizado: Ago 10

Um dos assuntos mais discutidos sobre Hardwares de Automação é:


Quando posso ou quando é melhor utilizar um Arduino?

Podemos usar na Indústria?

Pode-se, em alguns casos, substituir o CLP o outros Hardwares?

Arduino é confiável?



A opinião a respeito é bem variada, alguns cravam que não se deve usar tecnologias como a do Arduino em produtos/equipamentos, ao passo que só utilizam CLP`s e a grande maioria das melhores marcas(por consequência mais caras)...

Já outros defendem uma análise mais ampla do assunto, levando em conta todos fatores em que se aplicará o hardware escolhido, não só pontos técnicos, mas também uma visão do modelo de negócio, verificando a viabilidade financeira do projeto.


A visão da Crescer é bem sistêmica sobre este assunto e é este conteúdo que vamos compartilhar neste artigo.


Lembre-se! Se você viu o blog da Crescer e os materiais estão fazendo sentido, avalie-nos no google para que possamos alcançar cada vez mais pessoas a fazerem seus projetos e produtos! Contamos com você!


Comentando um pouco sobre a histórias dos nossos projetos:


Iniciamos nossos projetos com um background Industrial com a utilização de CLP`s e demais Hardwares, sendo a grande maioria controladores lógicos. Mas, ao decorrer das propostas enviadas aos clientes, muitas delas foram rejeitadas pelo valor, mesmo que na nossa visão o valor cotado pela Mão de Obra havia sido baixo, fazendo uma análise sobre os custos envolvidos, chegamos a conclusão que o custo de Hardware estava inviabilizando as soluções para pequenas e médias empresas.

Informamos que isto é apenas uma constatação das experiências vivenciadas pela Crescer e não generalizamos, seguindo o princípio de que cada caso é um caso e deve ter o maior número de variáveis analisadas. Também estamos com um conceito de que tecnicamente quase tudo é possível de se fazer ou já é conhecido, voltando a atenção a saber como fazer, comercialmente, a solução pensada ter sucesso.


Com mais de 8 anos de experiência e a mais de 5 anos utilizando o Arduino em desenvolvimentos. Iremos te apresentar uma análise sobre o custo de Investimento x Volume comparando Outros Hardwares com a solução desenvolvida pela Crescer.


Trazendo o gráfico acima como um demonstrativo de comparação. Temos alguns pontos para discutir abaixo.


Ponto 1: Ideias


Ideias são comuns e com o avanço da tecnologia e acesso a informação foram aparecendo cada vez mais. Não se gasta investimento para tê-las ao mesmo passo que somente elas não geram nenhum resultado efetivo. É preciso cada vez mais criar um Modus Operandi de avaliar com uma visão sistêmica o contexto ao qual estas ideais estão se direcionando, para filtrá-las e direcionar os recursos as mais adequadas.

Em ambas as tecnologias, de demais Hardwares e Arduino Profissional - Crescer Professional Board não exigem investimento nesta etapa.


Ponto 2: Protótipo

Tirando as ideias do papel, os protótipos visam materializar o conceito, tornando tangível a quem for atingir ou aonde será implementado. Os protótipo tem a ideia de MVP, mínimo produto viável, que é em resumo, gastar menos para se chegar o mais próximo possível do produto final.

Na tecnologia de demais Hardwares o valor é elevado para criar e desenvolver um protótipo, pois o custo de material é alto, muitos dos hardwares exigem uma licença para a usabilidade e um alto conhecimento técnico para colocar em operação.

Já a tecnologia do Arduino Profissional - Crescer Professional Board não exigem um valor elevado de investimento, tampouco um alto conhecimento técnico e se tem uma gama de materiais gratuitos disponíveis.


Ponto 3 - Validação

Validação é a prova de fogo do protótipo desenvolvido, também é nesta fase que se valida quesitos técnicos, coleta-se feedbacks, o objetivo é errar rápido para corrigir tão rápido quanto e avançar para o próximo passo de criação de escala.

Na tecnologia de demais Hardwares a validação não se tem muitos investimentos pois o Hardware já é validado.

Já a tecnologia do Arduino Profissional - Crescer Professional Board exigem um certo nível de validação para se medir a robustez e confiabilidade da aplicação. Investindo-se assim mais neste processo.


Ponto 4 - Pequena Escala e MVP do modelo de negócios


É a etapa em que já se corrigiram os erros e implantaram-se as melhorias, buscando então criar um pequena escala com mais cases e testar/validar/acertar modelos de negócios em relação ao produto.

Na tecnologia de demais Hardwares a pequena escala tem um investimento maior porque a origem do gasto é no valor do Hardware que não é diluído pela escala.

Já a tecnologia do Arduino Profissional - Crescer Professional Board tem um investimento menor pois o valor total se divide na quantidade.


Ponto 5 - Aumento da Escala e foco comercial

É a etapa em que o produto e solução foram maturando e se moldando ao mercado. O sucesso nas demais etapas trás a solução ao 5 ponto para que se avance na conquista de mercado. Com certeza, a inovação, sucesso do cliente, melhoria contínua, novas versões, nova linha de produtos continua...

Na tecnologia de demais Hardwares o aumento da escala é inviabilizado pelo fato de que o valor não se diluí na quantidade.

Já a tecnologia do Arduino Profissional - Crescer Professional Board se torna um projeto dedicado e otimiza somente os recursos necessários e cria o produto final com base em todas as experiências colhidas ao longo dos 5 pontos.


Conclusão

Ressaltamos que devemos analisar cada caso, em linhas de produção de grandes empresas e operações de riscos, acreditamos que a melhor tecnologia é a Industrial dos demais Hardwares, mas embora soluções que se almeja escalar e atender a um pool de pequenas e médias empresas o Arduino Profissional pode ser uma alternativa interessante.


E aí, o que achou destes pontos? Some conosco nesta discussão e que juntos possamos desenvolver soluções inovadoras, desafiadoras e rentáveis.


ARDUINO PROFISSIONAL: CRESCER PROFESSIONAL BOARD!


223 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo