Jornada: do Projeto ao Produto

Todo desenvolvedor, criador, inventor trilha sua jornada para materializar seu projeto, sua ideia ou invenção do papel.


A Crescer ao longo dos últimos 5 anos trilhou a sua, criando, inventando e projetando solução de Internet das Coisas (IoT), Indústria 4.0, Eletrônica Embarcada e Automação.


Criamos o mapa abaixo para exemplificar, trazer dicas e aprender cada vez mais sobre estes passo para otimizá-los, afim de organizar um processo para que possa ser escalável em todos as próximas soluções a ser desenvolvidas. Chamamos estas etapas, de Jornada: do Projeto ao Produto.


O desejo de pular estas etapas é constante mas a habilidade de segui-los com disciplina tem feito com que a Crescer, usada aqui como exemplo, direcionasse seus recursos (tempo e dinheiro) em projetos mais assertivos e rentáveis, ou seja, todo projeto, produto ou equipamento criado realmente teve o seu sucesso obtido.


Vamos falar um pouco sobre este sucesso, não consideramos sucesso o ato de vender milhares de unidades, ou mesmo "ficar conhecido" com determinado produtos, mas sim, o ato de chegar aonde se pensou inicialmente. Citando novamente as jornadas trilhadas pela Crescer, muitas soluções tiveram sucesso técnico, o que significa? Significa que o desafio inicial era saber se tecnicamente era viável executar aquela determinada aplicação, o que em quase todos os casos foi, mas em contrapartida após a validação técnica, comercialmente a solução não teve o mesmo resultado, resumindo, não vendeu.



Com algumas destas soluções tecnicamente desenvolvidas mas sem sucesso comercial, chegamos aos primeiros passos da Jornada, que são:



1 - Pesquisar se a solução realmente soluciona uma dor/problema no mercado ao qual quer se inserir.

2 - Analisar então o mercado (fornecedores, concorrente e principalmente os clientes - Ideal se pensar em um Perfil de Cliente Ideal), pesquisar por soluções existentes e as analisar.

3 - Direcionar recursos para a área comercial, ou seja, focar em vendas. E responder a seguinte pergunta: Vai vender?


E aí então, partir para o desenvolvimento de um MVP (mínimo produto viável, traduzido) sendo este o quarto passo da jornada:


4- A materialização do Produto/Solução.


Mas, o que é MVP? o MVP é a versão mais simples que pode ser lançada desta solução com a mínima quantidade de recursos (tempo e dinheiro) de desenvolvimento aplicados.


Com o MVP desenvolvido, aplicado, testado, validado e com o feedback dos utilizadores/clientes/parceiros/mercado devemos pensar em pivotar a solução, que na Jornada são os passos 5, 6 e 7.


No final, focar em ter um bom time, processos organizados, focar em crescimento e otimização. Passos 8 e 9 da Jornada.


E aí, concorda com a este caminho? Qual pontos adicionaria ou removeria? Qual foi a sua jornada? Compartilhe conosco.


Linkedin do Autor


182 visualizações0 comentário