Conheça as Placas Eletrônicas da Indústria 4.0 e do mundo IoT

Atualizado: Jun 15

A Crescer conta com um Know-How de desenvolvimento, produção e montagem de Placas de Circuito Impressos. Inúmeros projetos de Hardwares eletrônicos já foram desenvolvidos, como para produtos com eletrônica embarcada, Internet Of Things e Indústria 4.0. Segue abaixo exemplos:


CPB INFINITY CPB MEGA CPB32

Figura 01: CPB's


Shield Health Produto Acionador Hardware Exclusivo

Figura 02: Exemplos de hardwares


Na figura 01, há as Crescer Professional Board (CPB), que são os dono da casa, com a CPB Infinity baseada no Arduino Uno, com a CPB Mega no Arduino Mega e por fim, a CPB 32, baseada no ESP32. Esses três hardwares amados pela galera faz tudo, com confiabilidade, robustez e baixo custo. Sim, a CPB tem um baixo custo comparado com outros hardwares do mercado mas isso não o torna menos confiável. Preste atenção na frase a seguir:


A CPB é um hardware que você não precisa ser um engenheiro formado pra utilizar, mas tem a robustez e a confiabilidade de um hardware que um engenheiro utilizaria.


Na figura 02 temos alguns exemplos de shields desenvolvidas pela Crescer, como a Shield Health é utilizada em conjunto com a CPB Infinity, entregando robustez e confiabilidade para o controle de sensores e acionamentos de atuadores no equipamento. Atuando em dois atuadores lineares e um motor de passo, juntamente com a leitura de sinais digitais de sensores e o acionamentos através de um Tablet com comunicação Bluetooth com o Hardware.


A placa Acionadora é baseada no Arduino Uno e é utilizada para fazer acionamentos de 24 cargas através de relés com robustez e confiabilidade. O projeto conta com o retorno do acionamento com a leitura por shift-register (Registrador de Deslocamento). E tem o objetivo de nacionalizar o projeto originado de um Hardware Chinês.


O Hardware Exclusivo é uma modalidade praticada pela Crescer para empresas que criaram seu MVP com as CPBs e estão escalando seus negócios, com isso, é desenvolvido um Hardware dedicado e exclusivo para a aplicação, otimizando recursos para gerar economia e aumento nas margens do produto final.

Esta aplicação possui: Fonte Robusta; 3 Saídas a Relé; 10Optoacopladores; 1 Comunicação RS232 ou RS485; esperas para Drivers de Motor de Passo e Ethernet; 50 pinos digitais e 15 entradas analógicas.



Além dessas placas citadas que já trás um grande viés técnico para futuros projetos, o desenvolvimento Crescer contempla todos aspectos necessários para a produção desde protótipos funcionais a produtos escaláveis. O projeto entregue ao contratante tem todos os arquivos requeridos para a etapa de fabricação, sendo eles:

Lista de materiais ou Bill of Material (BOM): Documento com todos os componentes utilizados na placa, suas descrições, Part Numbers, quantidades, encapsulamentos e etc. Facilitando cotações com fornecedores para a etapa de fabricação.


Esquemático ou Schematic (SCH): Documento com o circuito eletrônico da placa, demonstrando através de um desenho, as interligações de seus componentes.

Gerber e NC Files: Arquivos gerados pelo software de desenvolvimento do hardware que é utilizado para a fabricação da Placa de Circuito Impresso.


PDF 3D da Board: Arquivo que permite a visualização simulada do hardware em escala real, facilitando uma análise sistêmica do produto e sugestões de upgrades.


Arquivo .Step: Arquivo com todas as partes mecânicas do hardware. Ideal para o desenvolvimento de cases ou integração em outros equipamentos.


A seguir, um equipamento desenvolvido pela Crescer.


Varredora de Escada Rolante Figura 03: 1º Hardware

O equipamento foi composto por 3 hardwares projetados para atender as funções requeridas. O Controlador Central (placa da esquerda), fazia a coleta sensores do equipamento, sendo eles, indutivos, giroscópios, fim de curso entre outros; acionamento de leds de alarmes e atuadores de corrente contínua, além da telemetria para o monitoramento na nuvem do equipamento, sendo assim, uma união entre indústria 4.0 e IoT.

Figura 04: 2º Hardware


A placa Controlador de Potência, executava o acionamento de um motor DC de 100A, controlando sua aceleração, velocidade, sentido, temperatura e corrente.

Figura 05: 3º Hardware

A placa Interface Homem-Máquina(placa da direita) fazia o acionamento das funções, ela substituiu botões de painéis por membrana de acionamento. Todos os Hardwares baseados na tecnologia do Arduino com robustez e confiabilidade agregadas, criando um protocolo de comunicação serial entre elas. O dispositivo foi validado e testados tecnicamente, podendo avançar para a fase de fabricação,



Mais alguns exemplos de outras placas desenvolvidas, como as shields Crescer, que foram projetas e disponibilizadas para que os utilizadores de hardwares possam ter mais recursos prontos em determinadas aplicações.


Shields Crescer


Shield 1: Placa Arduino Mega Crescer, projetada para empresas que querem ter o arduino de maneira dedicada e com seu logotipo, uma jogada ideal para aumentar a divulgação da marca no produto.

Figura 06: Shield 1


Shield 2: Medidor de Corrente e Tensão AC, projetada para soluções que demandam coleta de dados de potência de corrente alternada, a tensão lida com o sensor ZMPT101B vai de 100-250VAC e a leitura da corrente é executada com o sensor não-invasivo SCT-013, podendo ser de 30 ou 100A. Além do slot para RTC (Real Time Clock) no caso da aplicação ser um data logger.

Figura 07: Shield 2


A Crescer está em um processo contínuo de desenvolvimento de soluções em Hardware e Software para disponibilizar aos utilizadores da tecnologia mostrada acima.


O que achou deste blog? Conte-nos mais nos comentários, fique a vontade para dar o seu feedback, compartilhar e nos chamar!

251 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo